• Sustentabilidade
  • Você sabia que a adaptabilidade de um cultivar é um ótimo benefício?

    25/08/2020
    Atinja resultados impressionantes com o cultivar Sabiá em sua propriedade.
    Foto: Divulgação.
     
    Quem não quer elevar a produtividade de sua produção? Um dos pontos que mais preocupam os pecuaristas é a baixa produtividade e falta de adaptabilidade das plantas forrageiras, apontadas como uma das responsáveis pela baixa competitividade e perdas em diversas fazendas. 
     
    As pastagens têm um papel fundamental na alimentação dos bovinos e este fator está diretamente ligado a utilização de cultivares que possam facilitar e intensificar a produção de forragem dos pastos por todo Brasil. Para que isso aconteça, os cultivares devem se adaptar ao solo e condições climáticas, com isso, fazer o seu papel dentro dessa cadeia produtiva.
     
    O cultivar Sabiá, que traz uma grande inovação em adaptabilidade, foi gerado para suprir a necessidade dos sistemas de produção agropecuários tecnificados que dependem do acúmulo de forragem, que devem ser medidos em toneladas de matéria seca por hectare (ton MS/ha), trazendo o resultado que um cultivar pode gerar dentro de uma propriedade rural. 
     
    “O cultivar Sabiá apresentou superioridade de 34% em acúmulo de forragem na média de dois anos de avaliação em ensaios regionais no Norte, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil, comparado ao cultivar Marandu. Resultados surpreendentes e que trazem uma maior produtividade ao produtor e também, uma longevidade à pastagem. Este novo cultivar é com certeza a melhor escolha para o pecuarista”, afirma o Pesquisador Assistente da Barenbrug do Brasil, Jairo Pinheiro.
     
    O cultivar Sabiá apresenta rusticidade, resistência a cigarrinhas das pastagens e principais doenças, fácil manejo, ótima produção de matéria seca em solos de média fertilidade e alta intensidade de perfilhamento comparado às demais brachiarias do mercado, o que resulta em uma maior taxa de lotação e que consequentemente proporcionará maior produção animal por área. Usar um cultivar com maior adaptabilidade ao ambiente, significa segurança à produtividade animal, rendimento e lucro na fazenda.
     
    “A adaptabilidade do Sabiá ajuda em uma maior produtividade por ser um cultivar rústico e de fácil manejo.  Além disso, ele apresenta persistência em condições adversas de clima e diferentes níveis de tecnologia”, finaliza Jairo.
     
    Quer saber mais sobre Brachiaria cv. Sabiá? Clique aqui!
     
    Sobre a Barenbrug do Brasil
     
    A Barenbrug do Brasil é afiliada ao Royal Barenbrug Group, empresa familiar de quarta geração, pioneira e líder mundial no segmento de sementes forrageiras. Com mais de 800 funcionários, em mais de 20 países e cinco continentes, a missão da Barenbrug é incrementar a produtividade animal, ajudando a alimentar o mundo, além de aumentar o bem-estar em espaços verdes ao redor do mundo. No Brasil, somos especializados no melhoramento genético, na produção e no tratamento de sementes forrageiras para o Agronegócio e oferecemos ao setor soluções e cultivares de alto potencial produtivo. Para mais informações, acesse: www.barenbrug.com.br.
  • Setor de genética questiona aumento do ICMS

  • Documento entregue aos legisladores de São Paulo pede a retificação deste incremento

    + leia mais
  • Consórcio de leguminosa e gramínea resulta em aumento de ganho de peso de bovinos e mitigação de gases de efeito estufa

  • Com um ano, pesquisas com pastagens consorciadas já apontam dados positivos para pecuária

    + leia mais


  • Criação de sites