• Notícias
  • Sem China, exportação de carne bovina caiu 43% em outubro

    09/11/2021
    As exportações de carne bovina (in natura e processada) somaram 108,6 mil toneladas em outubro e renderam US$ 542 milhões em outubro, informou neste sábado a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), a partir de dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

    Sem a China, maior comprador da proteína, diz a nota da instituição, a queda foi de 43% em volume e de 31% em receita ante o mesmo mês de 2020. Ainda segundo a Abrafrigo, houve exportação “residual” de 27,7 mil toneladas em outubro para a China — a maior parte entrou por Hong Kong (19,4 mil toneladas). 

    Os chineses fecharam as portas para a carne brasileira no início de setembro, após suspensão voluntária das exportações derivada da confirmação de dois casos atípicos do mal da “vaca louca” em Mato Grosso e Minas Gerais. 

    As exportações totais da proteína alcançaram 1,6 milhão de toneladas no acumulado de 2021, volume que representa queda de 2,4% ante o mesmo período do ano passado. Em receita, no entanto, houve aumento de 16%, para US$ 8 bilhões, cenário explicado pela alta dos preços internacionais. 

    Entre os vinte maiores compradores do produto brasileiro no ano estão China, Estados Unidos e Chile. 

    Fonte: Valor Econômico.



  • IICA e Fundo Verde do Clima fecham parceria de US$ 100 milhões para projetos de redução das emissões de metano nas Américas

  • Para secretário de Inovação do Mapa, Fernando Camargo, iniciativa pode ajudar países a cumprirem meta de diminuir as emissões de metano na pecuária

    + leia mais
  • Lei de pagamento por serviços ambientais é incentivo para cuidar do pasto

  • Pesquisadores da Embrapa destacaram a ligação entre das boas práticas de manejo do pasto e a nova lei de pagamento por serviços ambientais

    + leia mais


  • Criação de sites