• Sanidade
  • Rebanho também sofre com doenças respiratórias no inverno

    14/07/2014
    Assim como os seres humanos, os animais de grande porte – bovinos, suínos, equinos, caprinos etc. – também sofrem com a seca e as baixas temperaturas do inverno.

    Assim como os seres humanos, os animais de grande porte – bovinos, suínos, equinos, caprinos etc. – também sofrem com a seca e as baixas temperaturas do inverno. Neste período, doenças respiratórias, como bronquite e pneumonia, são frequentes, pois as condições climáticas da estação mais fria do ano facilitam a disseminação de algumas partículas infecciosas. Em regiões onde o clima é seco, esses fragmentos se mantêm suspensos no ar e, quando associados a um ambiente fechado e sem ventilação, auxiliam ainda mais no desenvolvimento desses males. Os principais agentes causadores, nesses casos, são os vírus e as bactérias.

    A estiagem afeta, em particular, os bovinos, pois a falta de chuvas atinge diretamente as condições das pastagens, tornando-as escassas. A veterinária da UCB Saúde Animal Gisele Andrade ressalta as ameaças das doenças de inverno. “Em grandes animais os perigos desses males podem se potencializar se eles não estiverem em condições de saúde, ambientais e nutricionais adequadas, e considerando a forma de transmissão de determinada doença, o risco de todo o rebanho se contaminar e desenvolver a patologia também é maior”, conta. Os proprietários, porém, não precisam se preocupar com a própria saúde, pois essas doenças não são consideradas zoonoses, ou seja, não são transmitidas aos humanos.

    Tratamento

    A especialista lembra que, para um tratamento eficaz, é necessária a consulta de um médico veterinário que indicará o procedimento adequado. Comumente são utilizados medicamentos antimicrobianos na terapia. Gisele Andrade ainda avisa que é preciso ter cuidado com aqueles animais já debilitados ou com algum fator de risco. “Qualquer doença pode ter um quadro de evolução que os levem a óbito, principalmente entre aqueles mais jovens ou idosos, ou os não vacinados adequadamente e em condições de má nutrição, o que os tornam mais susceptíveis a doenças, não só às de inverno, mas como qualquer outra”, completa.

    Fonte: Milagre do Verbo 



  • IICA e Fundo Verde do Clima fecham parceria de US$ 100 milhões para projetos de redução das emissões de metano nas Américas

  • Para secretário de Inovação do Mapa, Fernando Camargo, iniciativa pode ajudar países a cumprirem meta de diminuir as emissões de metano na pecuária

    + leia mais
  • Lei de pagamento por serviços ambientais é incentivo para cuidar do pasto

  • Pesquisadores da Embrapa destacaram a ligação entre das boas práticas de manejo do pasto e a nova lei de pagamento por serviços ambientais

    + leia mais


  • Criação de sites