• Sustentabilidade
  • Projeto de Pecuária Integrada de Baixo Carbono aumenta produtividade na Amazônia

    16/01/2014
    Áreas intensificadas que foram reformadas ou recuperadas apresentaram resultado 5,75 vezes maior comparada àquelas que não estão inseridas no programa.

    projeto baixo carbonoÁreas intensificadas que foram reformadas ou recuperadas apresentaram resultado 5,75 vezes maior comparada àquelas que não estão inseridas no programa.

    O Instituto Centro da Vida (ICV), entidade que atua na área de sustentabilidade ligada ao uso da terra e dos recursos naturais, fecha o ano de 2013 comemorando o sucesso do projeto Pecuária Integrada de Baixo Carbono, iniciado há pouco mais de um ano em Alta Floresta, no Mato Grosso. O projeto, que visa ampliar a produtividade da pecuária no bioma Amazônia ao mesmo tempo em que contribui para reduzir a abertura de novas áreas, selecionou dez propriedades em Alta Floresta que desenvolvem a atividade, sendo duas na pecuária de leite e oito na pecuária de corte. ?A produtividade média na área intensificada (URT), ou seja, onde reformamos ou recuperamos, já apresenta resultado 5,75 vezes maior que a média do estado?, exemplificou o coordenador da Iniciativa Pecuária Integrada do ICV, Vando Telles de Oliveira. Segundo o coordenador, o objetivo do projeto é implementar uma agenda de municípios sustentáveis em Alta Floresta, por meio de um programa de boas práticas agropecuárias, com ênfase em uma economia de baixa emissão de carbono, e servindo de referência para todos os elos da cadeia de carne bovina, desde o produtor até o varejo. Depois de 18 meses de projeto, o ICV se prepara para iniciar a segunda etapa do projeto, que contará também com a implementação do Núcleo de Assistência Técnica Integrada - (NATI), voltado para a capacitação técnica na região norte de Mato Grosso. ?Nesta formação o técnico/gestor receberá cursos teóricos e práticos em nível de pós-graduação. Como parceiros do projeto, teremos a Embrapa Agrossilvipastoril, a instituição de ensino Rehagro e estamos dialogando com a Universidade da Flórida?, disse. Parceria Um dos parceiros do projeto Pecuária, o grupo JBS, maior empresa do mundo no setor de carne bovina, contribuiu para a produção de uma carne de qualidade na Amazônia, atendendo critérios sociais, ambientais, econômicos e de rastreabilidade. Como contrapartida, o grupo garante a compra do gado bovino dos pecuaristas que integram o projeto. ?O próximo passo é buscar uma parceria com o elo varejo para chegar ao consumidor final de forma transparente permitindo identificar a origem do produto?, adiantou. Em todas as propriedades, segundo Vando, o projeto leva o conhecimento sobre as melhores práticas para desenvolver a atividade de forma integrada, no intuito de fortalecer a gestão das propriedades. ?Os gestores passam, assim, a olhar para a propriedade como um sistema equilibrado, preconizando adotar práticas que melhorem o uso do solo e dos recursos hídricos?, explicou. Os técnicos do ICV fazem um acompanhamento mensal das fazendas que integram o projeto e orientam os envolvidos nas ações para manter o controle de indicadores agronômicos, econômicos, zootécnicos e de balanço de carbono. ?Isso se faz necessário para mostrar a viabilidade técnica e econômica da adoção das práticas recomendadas e o impacto das mesmas na redução das emissões?, disse Vando.

    Fonte: Observatório ABC



  • Safra 2019/20 de soja tem crescimento na área 2,6%

  • De acordo com o levantamento da Conab, a safra 2019/20 de soja tem crescimento na área 2,6% maior que na última temporada.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites