• Manejo
  • Programa de Eficiência de Carcaça (PEC) ajuda produtividade dos pecuaristas

    24/06/2021
    A produção de carne por hectare aumentou 170% nos últimos 30 anos. Os consistentes avanços de melhoramento genético, manejo nutricional, cuidados sanitários e gestão nas fazendas contribuem para a pecuária brasileira avançar em produtividade.

    “O Programa de Eficiência de Carcaça (PEC) foi criado para auxiliar os pecuaristas a melhorar os seus índices zootécnicos para produzir mais e melhor e, assim, ajudar o país a atender à crescente demanda global, estimada pela FAO em 60 milhões de toneladas este ano”, destaca Mauricio Graziani, presidente da Phibro Saúde Animal.

    “O Brasil é líder no mercado mundial de carne bovina e avança em qualidade do produto final, com abate de gado cada vez mais jovem, carne macia, pH adequado e cobertura desejável de gordura. O PEC é um acelerador desse processo, fornecendo conhecimento e soluções para avançar em produtividade e em carne de qualidade”, explica Melina Marchi, coordenadora de compra de gado da Minerva Foods. Nesse processo, a suplementação é essencial pois contribui para os animais receberem os nutrientes necessários, na quantidade certa, quando eles mais precisam. “O papel da nutrição é contribuir para o correto desenvolvimento dos animais, permitindo que eles expressem toda a sua genética”, reforça Mauricio Graziani.

    Papel semelhante desempenha o controle das doenças. “Quando pensamos na sanidade, existem inúmeras situações que podem comprometer o desempenho dos animais tanto em termos de ganho de carcaça quanto de bom acabamento”, explica Bruno Di Rienzo, gerente de demanda da Biogénesis-Bagó. Bruno alerta que, além das enfermidades já conhecidas, como vírus e bactérias, verminoses e ectoparasitoses, os bovinos enfrentam o desafio do estresse oxidativo, que impacta diretamente no consumo dos animais. “O mais importante é realizar a implementação do mapeamento de risco com o objetivo de identificar e calcular as probabilidades de cada uma dessas ocorrências. Dessa forma, com maior previsibilidade, podemos programar a sanidade com o foco na prevenção”, diz o técnico. “O Programa de Eficiência de Carcaça tem por objetivo exatamente premiar e avaliar os melhores animais enviados para o abate, recompensando todo o investimento feito pelos pecuaristas nas fazendas”, ressalta Melina, da Minerva Foods.

    Na indústria, a primeira análise é feita no recebimento do romaneio de abate mais detalhado com as notas dos parâmetros pré-estabelecidos do programa: pH, peso, acabamento e maturidade. “Com essas informações, conhecemos e analisamos o perfil dos animais, bem como o desempenho dos lotes com a média de pontuação dos animais.  Assim, o pecuarista tem clareza do perfil do lote e pode tomar a melhor decisão em termos de incrementar a produtividade”, complementa Melina.

    Outra vantagem dos participantes do PEC é o suporte técnico oferecido pelas empresas parceiras na forma de envio periódico de conteúdos importantes, que abordam os temas de produção, possíveis soluções e/ou dicas para o progresso produtivo. Iniciativa da Minerva Foods, Phibro Saúde Animal e Biogénesis Bagó, o PEC reconhece e valoriza os produtores com melhores indicadores de desempenho e que lideram o processo de produção de carcaças padronizadas e de alta qualidade.

    O PEC é aberto aos pecuaristas de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo e Tocantins interessados em produzir os bovinos do futuro e melhorar o seu desempenho segundo os parâmetros qualitativos do programa. O primeiro passo é se inscrever no site www.minervafoods.com/pec. O passo seguinte é a avaliação do atual estágio da propriedade e, depois, a multiplicação de conhecimentos técnicos para melhoria dos indicadores de produção, com orientação dos pecuaristas para tomada de decisões.

    Para esse trabalho, o PEC amplia o compartilhamento de informações, utilizando meios mais interativos, como o PECTV – canal no YouTube no qual são apresentados Giro PEC (cases de sucesso), Palavras do Especialista (conteúdos técnicos) e PEC Performance (discussões e análises dos números do programa). Mais informações em www.minervafoods.com/pec. As inscrições para o PEC estão abertas até 31 de agosto de 2021. Participam as unidades da Minerva Foods em José Bonifácio (SP), Mirassol D´Oeste (MT), Palmeiras de Goiás (GO), Janaúba (MG) e Araguaína (TO).

    Sobre a Minerva Foods
    A Minerva Foods é líder em exportação de carne bovina na América do Sul e atua também no segmento de processados, comercializando seus produtos para mais de 100 países. Além do Brasil, a Minerva Foods está presente no Paraguai, na Argentina, no Uruguai, na Colômbia e no Chile, por meio de sua subsidiária Athena Foods, empresa que nasceu líder no mercado global de exportação de carnes bovinas da América do Sul para o mundo. A Minerva Foods, junto à Athena Foods, atende a cinco continentes com carne bovina e seus derivados e opera, hoje, 25 plantas de abate e desossa, 16 escritórios internacionais, 14 centros de distribuição e três plantas de processamento.

    Sobre a Phibro Saúde Animal
    Phibro é uma empresa global em saúde e nutrição animal, dedicada ao atendimento da crescente demanda mundial por proteína animal. A empresa possui mais 1.400 apresentações de produtos, está presente em mais 65 países e tem orgulho de ser parceiro de confiança para produtores, nutricionistas e veterinários, oferecendo soluções inovadoras e serviços de qualidade para produzir alimentos saudáveis e acessíveis. (www.pahc.com/brazil).

    Sobre a Biogénesis Bagó
    A Biogénesis Bagó é uma empresa líder nos principais mercados da América Latina, com projeção global e comprometida com o desenvolvimento de soluções para a saúde e sustentabilidade da produção pecuária por meio da biotecnologia. Desenvolve e comercializa produtos e serviços veterinários criados para garantir a saúde e melhorar a produtividade dos rebanhos bovinos de carne e leite. Conta com um portfólio de mais de 70 produtos e 650 registros em distintos países da América Latina, China e Ásia. A empresa é a maior provedora de vacinas antiaftosa do continente, tanto que três em cada 10 vacinas antiaftosa aplicadas na América são produzidas pela Biogénesis Bagó. A capacidade anual de produção da empresa é de 200 milhões de doses de vacinas contra febre aftosa, 30 milhões de doses de vacina antirrábica e 100 milhões de doses de vacinas combinadas.

    Fonte: AgroRevenda com curadoria Boi a Pasto.



  • Falta de assistência técnica é gargalo para atingir metas de metano e carbono

  • Firmados na COP26, pactos para diminuir emissão de gases de efeito estufa estão distantes de produtores que carecem de extensão rural pública

    + leia mais
  • Aumento de 35% na probabilidade de prenhez e 30% mais peso nos bezerros desmamados

  • Esses números são possíveis com o uso da suplementação alimentar específica para vacas durante o período reprodutivo

    + leia mais


  • Criação de sites