• Conjuntura
  • Preço do boi segue firme com leve alta de negócios pelo País

    23/03/2021
    Indústrias reduzem operação em suas unidades frigoríficas para estancar as perdas nas margens operacionais, mas boa demanda externa garante alguma movimentação ao mercado pecuário.
    Foto: Divulgação.
     
    Nesta quarta-feira (17/3), o mercado do boi gordo registrou uma leve melhoria no volume de negócios em relação aos dois primeiros dias desta semana, informa a IHS Markit.
     
    Na avaliação da consultoria, um dos motivos para o crescimento nas vendas de boiadas terminadas foi a saída do mercado de grande quantidade de abatedouros, depois do desgaste de suas margens operacionais, agravado pelo alto valor da arroba e pelo fraco consumo interno de proteína bovina.
     
    “As poucas plantas que permaneceram ativas conseguem obter escalas de abate mais adequadas, embora ainda curtas, entre 4 e 5 dias”, relata a IHS.
     
    Para a Scot Consultoria, deve ser acompanhado de perto o impacto da pandemia do novo coronavírus sobre o consumo de carne bovina no mercado doméstico. “Com o agravamento da doença, medidas rigorosas de contenção da COVID-19 estão em vigor em boa parte do País. Em algumas cidades do interior de São Paulo, por exemplo, os supermercados funcionarão apenas para entrega em domicílio”, observa.
     
    Por outro lado, a demanda externa pela carne bovina brasileira que segue forte, sobretudo os embarques à China. Além disso, a oferta de animais terminadas segue bastante enxuta, contribuindo para a sustentação da arroba em patamares altos. Nas praças de MT, MS e MG foram relatados novos aumentos nos preços da arroba do boi gordo nesta quarta-feira, segundo a IHS, puxados justamente pela crescente demanda externa. No mercado atacadista, os preços dos principais cortes seguem estáveis.
     
    Cotações desta quarta-feira (17/3), segundo dados da IHS Markit:
     
    SP-Noroeste:
    boi a R$ 312/@ (prazo)
    vaca a R$ 293/@ (prazo)
     
    MS-Dourados:
    boi a R$ 294/@ (à vista)
    vaca a R$ 276/@ (à vista)
     
    MS-C. Grande:
    boi a R$ 294/@ (prazo)
    vaca a R$ 273/@ (prazo)
     
    MS-Três Lagoas:
    boi a R$ 291/@ (prazo)
    vaca a R$ 275/@ (prazo)
     
    MT-Cáceres:
    boi a R$ 296/@ (prazo)
    vaca a R$ 283/@ (prazo)
     
    MT-Tangará:
    boi a R$ 297/@ (prazo)
    vaca a R$ 283/@ (prazo)
     
    MT-B. Garças:
    boi a R$ 295/@ (prazo)
    vaca a R$ 281/@ (prazo)
     
    MT-Cuiabá:
    boi a R$ 294/@ (à vista)
    vaca a R$ 279/@ (à vista)
     
    MT-Colíder:
    boi a R$ 288/@ (à vista)
    vaca a R$ 278/@ (à vista)
     
    GO-Goiânia:
    boi a R$ 294/@ (prazo)
    vaca R$ 286/@ (prazo)
     
    GO-Sul:
    boi a R$ 291/@ (prazo)
    vaca a R$ 283/@ (prazo)
     
    PR-Maringá:
    boi a R$ 291/@ (à vista)
    vaca a R$ 281/@ (à vista)
     
    MG-Triângulo:
    boi a R$ 298/@ (prazo)
    vaca a R$ 279/@ (prazo)
     
    MG-B.H.:
    boi a R$ 296/@ (prazo)
    vaca a R$ 281/@ (prazo)
     
    BA-F. Santana:
    boi a R$ 282/@ (à vista)
    vaca a R$ 272/@ (à vista)
     
    RS-Porto Alegre:
    boi a R$ 294/@ (à vista)
    vaca a R$ 285/@ (à vista)
     
    RS-Fronteira:
    boi a R$ 294/@ (à vista)
    vaca a R$ 285/@ (à vista)
     
    PA-Marabá:
    boi a R$ 278/@ (prazo)
    vaca a R$ 273/@ (prazo)
     
    PA-Redenção:
    boi a R$ 280/@ (prazo)
    vaca a R$ 273/@ (prazo)
     
    PA-Paragominas:
    boi a R$ 279/@ (prazo)
    vaca a R$ 273/@ (prazo)
     
    TO-Araguaína:
    boi a R$ 283/@ (prazo)
    vaca a R$ 273/@ (prazo)
     
    TO-Gurupi:
    boi a R$ 283/@ (à vista)
    vaca a R$ 273/@ (à vista)
     
    RO-Cacoal:
    boi a R$ 279/@ (à vista)
    vaca a R$ 269/@ (à vista)
     
    RJ-Campos:
    boi a R$ 281/@ (prazo)
    vaca a R$ 271/@ (prazo)
     
    MA-Açailândia:
    boi a R$ 274/@ (à vista)
    vaca a R$ 258/@ (à vista)
     
    Fonte: Portal DBO com curadoria Boi a Pasto.


  • IICA e Fundo Verde do Clima fecham parceria de US$ 100 milhões para projetos de redução das emissões de metano nas Américas

  • Para secretário de Inovação do Mapa, Fernando Camargo, iniciativa pode ajudar países a cumprirem meta de diminuir as emissões de metano na pecuária

    + leia mais
  • Lei de pagamento por serviços ambientais é incentivo para cuidar do pasto

  • Pesquisadores da Embrapa destacaram a ligação entre das boas práticas de manejo do pasto e a nova lei de pagamento por serviços ambientais

    + leia mais


  • Criação de sites