• Sustentabilidade
  • Ourofino Agrociência reforça sustentabilidade em parceria com a Campo Limpo

    12/08/2021
    Novo galpão instalado no complexo fabril, em Uberaba (MG), armazenará embalagens Ecoplásticas, produzidas com 85% de materiais reciclados

    Focada em expandir processos sustentáveis, a Ourofino Agrociência fortalece a sua atuação nesse sentido com a abertura de um espaço para a recepção e o armazenamento de embalagens frutos da logística reversa gerenciada pelo inpEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias e processada pela Campo Limpo. Em operação a partir deste dia 29, o galpão lonado está instalado dentro do complexo fabril da empresa, situado em Uberaba (MG).

    Com a parceria com a Campo Limpo, a Ourofino passará a utilizar, em grande parte, embalagens produzidas com 85% de Polietileno de Alta Densidade – PEAD, reciclado pós-consumo (RPC). Ou seja, embalagens retiradas do campo.

    Os objetivos sustentáveis da companhia existem há tempos e já levaram a melhorias de processos operacionais e a novos direcionamentos internos. Alguns dos resultados relativos à sustentabilidade estão mensurados no último relatório anual da empresa, referente ao período de abril de 2020 a março de 2021 (exercício societário). A intensidade de emissão de gases de efeito estufa (GEE), por exemplo, caiu expressivamente (-29,2%) apenas com práticas de redução no uso de veículos e consumo de energia.

    Repensar o processo de produção, a partir de melhorias implementadas no mesmo intervalo de tempo considerado no relatório, levou a uma diminuição de 45,7% na quantidade de efluentes industriais gerados pela Ourofino Agrociência. Entre as mudanças aplicadas estão a ampliação da reutilização da água de limpeza e padronização do processo de setup das linhas fabris. Agora, por meio da parceria com a Campo Limpo, a empresa reforça seu compromisso de manter o foco em projetos sustentáveis contribuindo com o futuro do agronegócio brasileiro.

    "Para a Ourofino Agrociência, o crescimento só é válido quando amparado em bases sólidas, e a sustentabilidade é um desses pilares para o fortalecimento da companhia e também do setor como um todo. Por isso, investimos e apostamos em possibilidades diferenciadas para ampliar a nossa contribuição", comenta Barbara Mendes, diretora de Procurement da indústria.

    Barbara também reforça que a instalação do galpão dentro do complexo promove outros ganhos. "Além de manter o nosso compromisso com o meio ambiente, conseguiremos evitar até mesmo falhas de abastecimento e alterações logísticas."

    De acordo com Rogério Fernandes, diretor de operações da Campo Limpo, "esse tipo de parceria favorece o setor e incrementa valor à cadeia com embalagens mais sustentáveis que utilizam em sua composição apenas 15% de matéria prima virgem. O Sistema Campo Limpo, do qual a Campo Limpo faz parte, com a produção das embalagens Ecoplástica e tampas Ecocap, evitou a emissão de 823 mil toneladas de dióxido de carbono", pontua.

    No total, mais de 620 mil toneladas de embalagens de defensivos receberam uma destinação correta, desde 2002, quando o trabalho foi iniciado, segundo dados do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias - inpEV.

    Divulgação com curadoria Boi a Pasto.



  • Falta de assistência técnica é gargalo para atingir metas de metano e carbono

  • Firmados na COP26, pactos para diminuir emissão de gases de efeito estufa estão distantes de produtores que carecem de extensão rural pública

    + leia mais
  • Aumento de 35% na probabilidade de prenhez e 30% mais peso nos bezerros desmamados

  • Esses números são possíveis com o uso da suplementação alimentar específica para vacas durante o período reprodutivo

    + leia mais


  • Criação de sites