• Genética
  • Melhoramento genético auxilia na diminuição de carrapatos no outono

    14/05/2018
    Ações preventivas evitam a superpopulação em bovinos de corte e prejuízos à produção que podem chegar a US$ 3,4 bilhões anuais

     A infestação de carrapatos em bovinos atinge durante o outono o seu último estágio e por isso neste período do ano é importante evitar que haja um excesso desses parasitas nos animais. Nessa época, ocorrem mudanças significativas em um ou dois dias devido à alta infestação de carrapatos que sobreviveram aos tratamentos realizados na primavera/verão. Para evitar uma superpopulação do parasita na terceira geração, que se dá no final do verão e início do outono, o produtor deve adotar ações estratégicas. O carrapato é considerado um dos principais problemas na criação de bovinos de corte no país, afetando diretamente a produção e gerando prejuízos anuais em torno de US$ 3,4 bilhões.

     Entre as medidas que devem ser tomadas está a limpeza dos potreiros com princípios ativos que tenham ação sobre a produção de ovos e/ou crescimento dos carrapatos. De acordo com o presidente do Conselho Técnico da Conexão Delta G, o médico veterinário Bernardo Pötter, medidas como esta ajudam a diminuir a infestação no inverno e na próxima primavera, pois uma parte dos carrapatos resiste às baixas temperaturas. “O produtor deve procurar aliar os animais mais resistentes com os produtos que agem sobre os ovos em potreiros mais atingidos, visando diminuir a infestação nesses locais”, enfatiza.

     Pötter destaca também que animais geneticamente mais resistentes, selecionados pela genômica, ajudam a limpar os campos, pois os carrapatos não se desenvolvem neles. “É possível disseminar uma genética mais resistente ao carrapato no rebanho, através de acasalamentos direcionados”, explica, destacando que o melhoramento genético atual já pode auxiliar no controle do carrapato bovino através da seleção genômica.

     Um trabalho de pesquisa realizado pela Conexão Delta G, em parceria com a Embrapa Pecuária Sul, de Bagé (RS), e a Gensys Consultores Associados, e apoiado pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), identifica e seleciona os animais mais resistentes à infestação do parasita combinando dados de contagens de carrapato e de genealogia com informações de DNA. Foram identificados os animais das raças Braford e Hereford mais resistentes à infestação por carrapatos por meio da genotipagem dos animais e auxílio dos marcadores moleculares presentes no DNA dos bovinos destas raças. 

    Fonte: Conexão Delta G/ AgroEffective / Foto: Divulgação



  • Planejamento e semente de qualidade são critérios para pasto bem formado

  • O planejamento é um processo fundamental para quem pretende formar, reformar ou recuperar uma pastagem. Existem vários passos que são necessários para que o produtor tenha sucesso nesta empreitada.

    + leia mais
  • Estratégias de suplementação na entressafra

  • Qual melhor caminho a seguir em momentos de mudanças?

    + leia mais
  • Uma nova revolução

  • Eficiência alimentar passa a ser grande preocupação dos principais selecionadores de bovinos do País. A característica promete conferir maior competitividade à produção de carne vermelha.

    + leia mais
  • Genética no tempo, sem artificialismos

  • Respeitando a fixação de características no rebanho ao longo do tempo sem quaisquer maquiagens nas informações observadas e coletadas no campo.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites