• Sustentabilidade
  • GTPS apresenta os resultados do HotSpot Analysis

    06/07/2015
    Encontro realizado em São Paulo (SP) apontou a visão crítica de representantes da cadeia de valor da pecuária para promoção de diretrizes mais engajadas para sustentabilidade.

     Com o objetivo de identificar os temas prioritários e os maiores desafios da pecuária sustentável, o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável promoveu na manhã da última terça-feira (30), no Instituto Biológico, em São Paulo, um Workshop para apresentar os resultados do "HotSpot Analysis - Sustentabilidade na Cadeia de Valor da Pecuária", elaborado pela Fundação Espaço ECO®, em parceria com a DOM Strategy Partners. Os temas apresentados vão desde Regularização Fundiária/Ambiental, Geração de Emprego e Renda, Mudanças Climáticas, Reciclagem, Certificação, Acesso a Mercados e Acordos Comerciais. O evento reuniu cerca de 40 pessoas.

    Ao todo, para desenvolver o material, além de realizar uma extensiva revisão bibliográfica em publicações nacionais e internacionais, a Fundação Espaço Eco® entrevistou mais de 40 atores associados ou não ao GTPS entre novembro de 2014 e março de 2015.  Foram entrevistados Produtores, Indústria, Cooperativas e Associações, Distribuidores, Varejo, Financiadores, ONGs, Instituições de Pesquisa e Órgãos do Governo. 

    Segundo o analista de socioecoeficiência da Fundação Espaço ECO®, Guilherme Raucci, “o resultado do HotSpot mostra que existe consenso sobre os temas prioritários. Mas, em alguns temas, há percepções diferentes. A Fundação Espaço ECO® quer contribuir para a produção de informações com base científica, para atender a todos eles. É possível fazer com que o Brasil lidere as estratégias de pecuária sustentável, pois temos um potencial agrícola e pecuário enorme. Esse trabalho vai auxiliar na construção de estratégias para o GTPS, já que identifica quais são os temas prioritários em termos de sustentabilidade na cadeia de valor da pecuária no país”, explica Raucci.

    O presidente do GTPS, Eduardo Bastos, avaliou o estudo. “É importante sistematizar a visão de todos os elos da pecuária. A Fundação Espaço ECO®, associada do GTPS, em parceria com a DOM Strategy Partners, realizou um ótimo trabalho. Fico contente que várias premissas apresentadas já façam parte do planejamento do GTPS para os próximos anos. O importante é darmos continuidade ao trabalho dessas frentes para conquistarmos ações concretas”, afirma.

     Bastos destaca ainda a importância de cada associado neste cenário. “A qualidade do GTPS é diretamente proporcional ao engajamento de seus associados. A riqueza do que foi feito até agora nos dá uma orientação para utilizarmos da melhor forma possível esses dados. É um privilégio apresentarmos um estudo inédito e tão bem feito como este”, completa.

    Sobre o GTPS

    Criado no final de 2007 e formalmente constituído em junho de 2009, o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) é formado por representantes de diferentes segmentos que integram a cadeia de valor da pecuária bovina no Brasil, entre eles indústrias, organizações do setor, produtores e associações, varejistas, fornecedores de insumos, bancos, organizações da sociedade civil, centros de pesquisa e universidades. O objetivo do GT é debater e formular, de maneira transparente, princípios, práticas e padrões comuns a serem adotados pelo setor, que contribuam para o desenvolvimento de uma pecuária sustentável, socialmente justa, ambientalmente correta e economicamente viável. Em 2014, o grupo recebeu o Certificado de Excelência em Sustentabilidade na categoria Governança Corporativa, entregue pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF) em reconhecimento ao processo claro e transparente de tomada de decisões e demonstração de resultados do GTPS. Mais informações sobre o GTPS estão disponíveis no site www.pecuariasustentavel.org.br . Acompanhe também pelo twitter, em @gtps_brasil, e pelo Facebook, em www.facebook.com/gtpsbrasi l.

    Fonte: alfapress.com.br

  • Evolução dos probióticos na saúde dos bezerros

  • Veja a evolução dos probióticos na saúde dos bezerros

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites