• Conjuntura
  • Governo assina Fundo para o Desenvolvimento da Agropecuária da Bahia

    21/01/2014
    Melhoria da infraestrutura logística, modernização tecnológica e desenvolvimento socioeconômico e ambiental.

    barreirasMelhoria da infraestrutura logística, modernização tecnológica e desenvolvimento socioeconômico e ambiental.

    Esses são os objetivos do Fundo para o Desenvolvimento da Agropecuária da Bahia (Prodeagro), cujo estatuto foi assinado no último dia 17, em Barreiras (BA), pelo secretário estadual da Agricultura, em seu último ato oficial como titular da pasta, juntamente com os presidentes da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e da Fundação de Apoio a Pesquisa e Desenvolvimento do Oeste Baiano (Fundação Bahia). No último dia 20, o governador em exercício e secretário da Infraestrutura, Otto Alencar, durante a solenidade de transmissão de cargo ao novo secretário da Agricultura, Jairo Carneiro, dará posse aos membros do Conselho do Fundão, colocando-o em operação. Criado pelo governador Jaques Wagner através do decreto 14.500/2013, o Fundão, como é chamado o Prodeagro, terá suprimento de recursos financeiros através de crédito fiscal concedido às indústrias processadoras soja, milho e café. As indústrias, ao receberem o crédito tributário, repassarão os valores automaticamente para o Fundo. Ou seja, como destaca o secretário Eduardo Salles, o dinheiro virá dos próprios produtores. O fundo tem a participação das secretarias de Agricultura e da Infraestrutura, e deverá possuir programa que tenha como objetivo a realização de investimentos para o qual foi criado. Salles lembrou que a criação do Fundão concretizou um sonho dos produtores da região, que contou com o empenho do atual presidente da Aiba, Júlio Busato, e dos seus antecessores, Walter Horita e Humberto Santa Cruz, destacando ainda a sensibilidade do governador Jaques Wagner e do secretário da Infraestrutura, Otto Alencar. "O Fundo será fundamental para o desenvolvimento de projetos importantes para o agronegócio, para melhorar a logística e facilitar a escoação da produção", disse o presidente da Aiba, Júlio Busato. "Criação do Fundão foi uma das mais importantes conquistas dos últimos tempos. É um grande avanço ter a iniciativa privada e o governo juntos, para a gestão de um fundo, com o objetivo de trazer benefícios e melhorias para o setor", destacou a presidente da Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), Isabel da Cunha. O secretário da Agricultura acredita que o fundo poderá trazer grandes benefícios não apenas para a região, mas para o setor agropecuário. "Sem dúvidas, o Prodeagro vai permitir a melhoria das estradas vicinais para o escoamento da produção do Oeste, e possibilitará a realização de pesquisas agropecuárias para uma das regiões mais importantes da agropecuária baiana, e que servirão para outras regiões também", pontuou. Os recursos serão relevantes para a realização de pesquisas com relação à Helicoverpa Armigera, praga que atacou diferentes plantações na Bahia e em diversos estados do País, como o milho, soja, algodão, mamona e até o feijão, ocasionando prejuízos de mais de R$ 2 bilhões somente no Oeste baiano.

    Fonte: Gov. Bahia



  • Safra 2019/20 de soja tem crescimento na área 2,6%

  • De acordo com o levantamento da Conab, a safra 2019/20 de soja tem crescimento na área 2,6% maior que na última temporada.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites