• Conjuntura
  • Fazendas Ribeirão conclui primeira Prova de Ganho em Peso do Ceará

    28/05/2020
    Foram divulgados no dia 21 de maio, em Brejo Santo (CE), os resultados da 1ª Prova de Ganho em Peso das Fazendas Ribeirão.
    Divulgação.
     
    Foram divulgados no dia 21 de maio, em Brejo Santo (CE), os resultados da 1ª Prova de Ganho em Peso das Fazendas Ribeirão. Além da primeira edição com animais da propriedade, trata-se da primeira prova oficializada pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) no Ceará. O teste, que avaliou 12 animais da raça Nelore, foi realizado ao longo de 168 dias, sendo 56 de adaptação e 112 de prova efetiva.
     
    “A prova foi realizada na modalidade de confinamento, sendo que a pesagem final foi realizada no último dia 21. A prova conseguiu comprovar o potencial desses animais. Potencial, inclusive, que temos percebido aumentar nos últimos meses, já que esse criatório é um dos pioneiros com a raça no estado, e está completando um ano de participação no PMGZ agora, em maio”, destaca Rodrigo Coutinho Madruga, técnico da ABCZ que acompanhou as pesagens da prova.
     
    A criadora que promoveu a prova, Candice Rangel, também destaca a importância da avaliação para o desenvolvimento do rebanho. “Ao longo dos 59 anos das Fazendas Ribeirão, meu pai Cleidson Rangel, sempre buscou a melhoria genética do nosso rebanho. Quando assumimos o gerenciamento da fazenda, fomos buscar os vários instrumentos e programas que a ABCZ oferece e encontramos, entre eles, as Provas de Ganho em Peso. Desenvolver essa prova aqui na fazenda, e pela primeira vez no Estado do Ceará, não só engrandece nosso trabalho, como também nos desperta para uma seleção genética ainda mais apurada, acompanhando a exigência do mercado”, diz ela, reforçando que o acompanhamento do técnico da ABCZ foi fundamental para o sucesso da prova.
     
    A prova. A 1ª Prova de Ganho em Peso da Fazenda Ribeirão teve início em dezembro do ano passado, com a pesagem de entrada que antecedeu o período de adaptação, que foi de 56 dias. Ao fim desse processo ocorreu a pesagem que marcou o início efetivo da prova, que teve duração de 112 dias, somando três pesagens intermediárias. E, ao fim da avaliação, ocorreu a pesagem final, sendo que o índice classificatório dos animais considerou, entre outras características, o ganho de peso no período da prova, perímetro escrotal e EPMURAS.
     
    O grupo, formado por animais de com idade média de 14 meses, registrou média de 142 quilos de ganho peso. O animal com o melhor resultado foi Jataí POI do Rib., que alcançou 152 quilos de ganho de peso durante a prova. Vale destaca ainda que a prova teve o acompanhamento nutricional do zootecnista Samuel Costa Tomaz de Souza, da Nutron, que fez toda a dieta da prova.


  • MANEJO EFICIENTE DA PASTAGEM AJUDA NA PRODUÇÃO DE CARNE DE QUALIDADE

  • Para acessar mercado premium e que melhor remunera com a criação a pasto, é preciso planejamento, animais de boa genética e principalmente escolher cultivares com alto valor nutritivo para alimentação

    + leia mais
  • Pantanal tem 14 cidades em emergência, mais incêndios e mortes de animais no MS

  • Região vive período de forte estiagem, o que motivou o decreto de emergência por parte do governo local

    + leia mais
  • Pasto rotacionado: sobrou capim? Saiba por que isso é um ótimo sinal

  • Confira as novas dicas do doutor em zootecnia Gustavo Rezende Siqueira, pesquisador do Polo Regional de Alta Mogiana da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)

    + leia mais


  • Criação de sites