• Nutrição
  • Estratégias de suplementação auxiliam na desmama precoce e no aumento da rentabilidade do rebanho

    26/10/2015
    Ação de forma direcionada em animais com índices reprodutivos mais baixos possibilita incrementar a receita do produtor

    Com o objetivo de levar ao pecuarista novas tecnologias em nutrição para rebanho de corte, a Trouw Nutrition, apresentará duas palestras durante a BeefExpo, em Foz do Iguaçu (PR), no Hotel Recanto Cataratas – Thermas Resort & Convention. No dia 21, às 11 horas, Supervisor de Treinamento Técnico, João Marcos Beltrame Benatti, abordará sobre “Estratégias de suplementação em fazendas de cria”. Já no dia 22, às 15h30, a Supervisora de Pesquisa e Desenvolvimento, Josiane Lage, falará sobre “Desmama Precoce: vacas mais férteis, bezerros melhores”. As duas palestras são gratuitas e serão na sala dois, no Painel Beef 360°.

    Os custos crescentes da pecuária de corte e a importância econômica do incremento nos índices reprodutivos incentivam os produtores a utilizar práticas de manejo que melhorem a eficiência dos sistemas de produção. De acordo com Benatti, uma das problemáticas nas fazendas de cria está na generalização dos produtos utilizados. “Vacas apresentam exigências diferentes, tanto pela sua categoria, por serem novilhas, primíparas e multíparas, quanto pelo período do ano em que pariu. Assim, cada interação categoria/época de parição, necessita de um tipo de suplementação”, explica.

    Para isso, o zootecnista salienta que explanará na apresentação sobre a importância da separação em lotes, direcionamento da suplementação e impactos na rentabilidade. “Irei explicar qual é o benefício econômico de se fazer isso. Também abordarei sobre reprodução, que está diretamente ligado à nutrição e não somente em apostar em tecnologias isoladas como a IATF”, ressalta.

    A cria é o segmento com rentabilidade mais baixa em bovinos de corte. Isso se dá principalmente em razão dos baixos índices reprodutivos das propriedades. Uma forma de melhorar a rentabilidade é com investimento em nutrição.

    O zootecnista alerta, porém, que a cria nem sempre comporta a suplementação com maior inclusão de concentrado em todo o rebanho. “Assim, agir de forma direcionada em animais com índices reprodutivos mais baixos possibilita incrementar a receita do produtor”, esclarece João Marcos.

    Há também outros fatores de importância no sistema de cria. “Vacas que emprenham mais cedo desmamam bezerros mais pesados. Por isso, lançar mão do uso de tecnologia incrementa o peso dos bezerros”, orienta Benatti.

    Com o tema “Desmama Precoce: vacas mais férteis, bezerros melhores”, a Supervisora de Pesquisa e Desenvolvimento da Trouw Nutrition, Josiane Lage, abordará a técnica que auxilia no aumento na porcentagem de prenhez do rebanho e diminuição do intervalo entre o parto e a concepção. A desmama precoce se baseia na separação do bezerro e da vaca com até 90 dias, possibilitando que a energia que seria destinada a produção de leite seja redirecionada para reprodução. “Com isso, a fêmea supera o balanço energético negativo de forma mais rápida e reduz o impacto em sua perda de massa corporal pós-parto. Assim, as vacas com taxas de prenhez baixas elevam suas taxas, melhorando os índices do rebanho”, explica.

    O grande foco da desmama precoce são as vacas com baixas taxas de fertilidade, principalmente as primíparas. “Podemos considerar também as vacas com escore corporal muito baixo e vacas em pastos com condição de forragem ruim. Outro ponto que iremos abordar é que a desmama precoce possibilita o abate das vacas de descarte que estariam com bezerro ao pé antes da entrada da seca, pois, a aplicação da técnica ajuda na recuperação mais rápida da condição corporal do animal”, esclarece Josiane Lage.

    Mais informações: www.trouwnutrition.com.br

    Fonte: Attuale



  • MANEJO EFICIENTE DA PASTAGEM AJUDA NA PRODUÇÃO DE CARNE DE QUALIDADE

  • Para acessar mercado premium e que melhor remunera com a criação a pasto, é preciso planejamento, animais de boa genética e principalmente escolher cultivares com alto valor nutritivo para alimentação

    + leia mais
  • Pantanal tem 14 cidades em emergência, mais incêndios e mortes de animais no MS

  • Região vive período de forte estiagem, o que motivou o decreto de emergência por parte do governo local

    + leia mais
  • Pasto rotacionado: sobrou capim? Saiba por que isso é um ótimo sinal

  • Confira as novas dicas do doutor em zootecnia Gustavo Rezende Siqueira, pesquisador do Polo Regional de Alta Mogiana da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)

    + leia mais


  • Criação de sites