• Notícias
  • Espírito Santo inicia campanha de vacinação contra febre aftosa

    04/05/2021
    Neste momento, devem ser vacinados bovinos e bubalinos com até dois anos de idade

    Começou, no último sábado (1º), a primeira etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa em todo o Espírito Santo, coordenada pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do (Idaf). Neste momento, devem ser vacinados bovinos e bubalinos com até dois anos de idade.

    O diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, reforça o compromisso de todos os criadores para que o Espírito Santo possa cumprir as exigências sanitárias acordadas no Plano Estratégico para Febre Aftosa 2017/2026. “Estamos passando por um momento difícil, com enfrentamento à Covid-19, mas é essencial o comprometimento dos produtores com a imunização de seu rebanho, na faixa etária da campanha. Precisamos manter os bons índices de vacinação, adotando todos os cuidados necessários, de modo que, aliado às demais ações, possamos caminhar para a retirada da vacinação, de forma segura”, disse.

    O gerente de Defesa Sanitária e Inspeção Animal, Raoni Cezana Cipriano, lembra que, com a mudança na normativa federal, em 2020, a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) durante a campanha está condicionada à vacinação e atualização cadastral do rebanho. “No caso das explorações pecuárias que não tenham animais em idade vacinal, ainda assim, para emissão da guia, a atualização cadastral é obrigatória”, explicou.

    O médico-veterinário do Idaf, José Dias Porto Júnior, responsável no Instituto pelo Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa, informou que a recomendação tem sido para que os produtores priorizem a comprovação da vacinação pela internet, de modo a evitar aglomerações nos escritórios. “O procedimento é simples e acessível. A atualização cadastral também pode ser feita on-line, contribuindo com as medidas de distanciamento social”, pontuou.

    A vacinação

    A expectativa é que sejam vacinados todos os 800 mil animais envolvidos nesta etapa, distribuídos em cerca de 30 mil propriedades do Estado.

    A vacinação é realizada pelos próprios produtores e as vacinas podem ser adquiridas apenas em lojas agropecuárias cadastradas no Idaf e somente no período da campanha. A comprovação de que o procedimento foi realizado e a atualização cadastral devem ser feitas, preferencialmente, pelo Sistema de Integração Agropecuária (Siapec), até o final da etapa, mas também é possível fazer por e-mail ou nos escritórios do Instituto, até o dia 10 de junho.
    Aqueles que não têm animais com até dois anos, devem atualizar o cadastro do seu rebanho.

    Para ter acesso ao Siapec, é necessário realizar o pré-cadastro no Portal de Serviços, disponível no endereço: https://siapec3.idaf.es.gov.br/siapec3/portaldeservicos.wsp .
    Para mais informações, acesse: https://idaf.es.gov.br/campanha-de-vacinacao-contra-febre-aftosa .

    Fonte: Revista ProCampo - Comunicação Idaf com curadoria Boi a Pasto.

  • Agropecuária brasileira ajuda a salvar o planeta, reconhece a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima

  • A ILPF(integração lavoura-pecuária-floresta), a agricultura de precisão e a tecnologia baseada em ciência já levaram o Brasil ao ser um dos maiores exportadores globais de commodities.

    + leia mais
  • "O Reino de Agrus" se prepara para o futuro e intensifica a adoção de práticas sustentáveis e de bem-estar animal

  • Que ninguém duvide: em breve, a agronomia se casará com a ecologia. Não haverá vencedores. Haverá união", comenta o engenheiro agrônomo e doutor em Administração, integrante do FGVAgro, Prof. Xico Gra

    + leia mais


  • Criação de sites