• Nutrição
  • Consórcio milho-braquiária viabiliza pastagens de qualidade

    16/05/2016
    Sustentabilidade é a palavra chave que resume os conceitos do consórcio milho-braquiária. Essa importante tecnologia pode ser implantada tanto na safra de verão quanto na safrinha (safra de outono-inverno), nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

    Essa tecnologia que já está sendo utilizada junto ao cultivo do milho safrinha em Mato Grosso do Sul, é umas das tecnologias demonstradas no campo aos participantes da Tecnofam 2016, evento realizado de 11 a 13 de maio, na Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados.

    Durante a Tecnofam, essa tecnologia foi apresentada aos visitantes, que puderam esclarecer dúvidas e conhecer detalhes do cultivo consorciado. "Estamos esclarecendo detalhes da implantação da tecnologia e também apresentando os benefícios do consórcio para formação de palha e pasto, em que o milho é cultivado juntamente com a braquiária", explica o Engenheiro Agrônomo e Analista da Embrapa Agropecuária Oeste, Gessí Ceccon.

    Assuntos relacionados à redução nos gastos com fertilizantes, taxa de semeadura da pastagem, profundidade de semeadura, qualidade das sementes, entre outros aspectos também estão sendo abordados.

    Dentre as vantagens do uso da tecnologia de produção consociada de milho com braquiária, destacam-se: manutenção da umidade no solo;  diminuição de erosão, de pragas, doenças e plantas daninhas;  manutenção da palha do milho sobre o solo após sua colheita; diminuição do risco de incêndio nas lavouras no período seco entre agosto e setembro, além da fixação de carbono no solo, reduzindo a emissão de CO2, contribuindo com a redução dos gases de efeito estufa.

    Mais um benefício é que a presença da braquiária verde na lavoura não deixa que palha do milho seja levada pelo vento, após colheita, para encostas de lavouras, bordaduras e beira de estrada. "Por ocasião do plantio da soja, a braquiária também vai manter a palha do milho na lavoura, e a passagem da plantadeira de soja não vai levar com facilidade essa palha. Portanto, evita que o agricultor faça a gradagem no solo", explica Ceccon.

    O agricultor familiar de Glória de Dourados, Aparecido João Nunes, esteve pela primeira vez na Embrapa Agropecuária Oeste ao participar da Tecnofam. Ele trabalha com gado leiteiro e ficou satisfeito com o que viu e ouviu sobre o consórcio milho com braquiária. "Trabalho com irrigação, mas os custo estão muito altos, tenho muito gasto com energia. Vim buscar novas estratégias de cultivo, que me ajudem a baixar os custos e esse cultivo consorciado de milho com braquiária parece ser econômico e bem viável na minha propriedade. Vou implantar", disse Aparecido.

    Fonte: Embrapa Agropecuária Oeste



  • Cenário Econômico para o Comércio Exterior em 2020

  • O ano de 2019 não poderia ter uma notícia mais impactante para o Comércio Exterior: a “trégua” na discussão comercial acirrada entre EUA e CHINA.

    + leia mais
  • Rondônia bate o pé e não vai vacinar contra a febre aftosa

  • Entenda a decisão do governo de não esperar pelo Acre.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites