• Conjuntura
  • China nunca se mostrou com tanto apetite por carnes

    23/06/2020
    Segundo a médica veterinária Lygia Pimentel, o Brasil já está exportando aproximadamente 30% de toda a carne bovina in natura que produz.
    Lygia Pimentel, médica veterinária e diretora da Agrifatto Consultoria. Foto: Divulgação.
     
    A China nunca se mostrou com tanto apetite por carnes como agora, disse a médica veterinária Lygia Pimentel, diretora da Agrifatto Consultoria, que participa do webinar “Boi China: como aproveitar essa oportunidade”, promovida pela Tortuga/DSM.
     
    Segundo ela, com esse movimento da China, o Brasil já está exportando aproximadamente 30% de toda a carne bovina in natura que produz, sendo que em abril o índice chegou próximo a 40%.
     
    Continue a leitura após o anúncio
    Saiba mais
    Brasil continuará com fortes exportações de carnes para a Ásia nos próximos 3 anos
     
    De acordo com a consultoria, de toda a exportação, 54% seguem, em média, para a China, hoje o maior comprador da proteína brasileira. Lygia Pimentel cita, ainda, que o preço médio recebido pela carne exportada é de US$ 4,5 mil/tonelada, enquanto a China vem remunerando a tonelada a US$ 5,1 mil.
     
    “Estamos vendo o efeito do boi China estimulando os frigoríficos a abater. Atualmente só este país asiático leva certamente mais de 10% de toda a carne produzida no Brasil“, afirma.


  • Rendimento do gado criado a pasto melhora com suplementação, mesmo no período das águas

  • Entramos no período das águas, estação em que os ‘olhos’ dos pecuaristas e produtores em geral se enchem de alegria diante da fartura dos pastos nas fazendas Brasil afora.

    + leia mais


  • Criação de sites