• Conjuntura
  • Brasileiro reduziu em 9,8% o consumo de carne bovina em 2020, aponta Conab

    08/04/2021
    Balanço indica que, no último ano, média foi de 27,6 quilos por habitante. Projeção para 2021 é de nova redução, para 26,4 quilos

    Foto: Roberto Seba/Ed. Globo

    O consumo per capita de carne do Brasil caiu 9,8% em 2020, para 27,6 quilos por habitante, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (7/4) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O número também ficou abaixo do projetado no ano passado, quando o órgão havia indicado um consumo de 29,3 quilos por habitante.A partir do levantamento de abates do IBGE e de exportações da Secretaria de Comércio Exterior, o órgão estima uma produção de 8,5 milhões de toneladas equivalente em carcaça no último ano, com exportação de 2,7 milhões de toneladas e importação de 62,7 mil toneladas. Com isso, o volume total de carne bovina mantido no mercado interno no último ano foi de 5,9 milhões de toneladas, queda de 8,9%.

    Para 2021, a previsão da Conab é de que as exportações brasileiras de carne bovina cresçam 2%, atingindo 2,8 milhões de toneladas. Com importações estáveis e uma queda semelhante na produção, projetada em 8,3 milhões de toneladas, o órgão espera uma nova queda no consumo per capita de carne bovina este ano, para 26,4 quilos por habitante.

    Também houve queda no consumo per capita de carne suína, de 15,8 em 2019 para 15,3 quilos por habitante no último ano. O resultado refletiu o aumento de 34,7% nas exportações, avaliadas em mais de 1 milhão de toneladas, ante queda de 17,2% nas importações.

    Para este ano, a previsão é de um consumo de 15,4 quilos por habitante diante do avanço de 2,5% na produção e de 1,9% nas importações, avaliadas em 4,35 milhões e 16,2 mil toneladas, respectivamente. Já as exportações de carne suína projetadas pela Conab para 2021 chegam a 1,08 milhão de toneladas, avanço de 5% ante de 2020.

    No caso do frango, a Conab apontou aumento no consumo per capita da ordem de 7,5% em 2020, atingindo 49,9 quilos por habitante. O número reflete um crescimento de 5,4% na produção e queda de 1,2% nas exportações, o que gerou uma disponibilidade interna de 10,6 milhões de toneladas no último ano, aumento de 8,2% ante 2019.

    Para 2021, a previsão da Conab é de leve queda no consumo per capita de carne de frango, para 49,7 quilos por habitante, refletindo uma projeção de aumento da população em meio à estabilidade dos demais variáveis.

     Fonte: Revista Globo Rural com curadoria Boi a Pasto



  • Rendimento do gado criado a pasto melhora com suplementação, mesmo no período das águas

  • Entramos no período das águas, estação em que os ‘olhos’ dos pecuaristas e produtores em geral se enchem de alegria diante da fartura dos pastos nas fazendas Brasil afora.

    + leia mais


  • Criação de sites