• Genética
  • Brasil amplia vendas de sêmen angus produzido no país

    04/05/2022
    Comercialização das doses coletadas em território nacional cresceu 23,8% em 2021, ultrapassando 2 milhões de unidades

    O Brasil está consumindo mais sêmen angus produzido dentro do país. Segundo levantamento divulgado pela Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), a comercialização das doses coletadas em território nacional cresceu 23,8% em 2021, ultrapassando a marca de 2 milhões de unidades. Com isso, a representatividade da produção “made in Brazil” no total de sêmen angus consumido saltou de 24%, em 2020, para 31%, em 2021, uma elevação de sete pontos percentuais.

    Como consequência dessa expansão, a importação de sêmen angus internacional caiu 14% quando comparado com o de 2020. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski, o usuário de angus está apostando em uma genética selecionada para os trópicos. “Os animais nacionais têm se adaptado cada vez mais aos diferentes climas e sistemas de produção e vêm ganhando terreno na produção de carne de qualidade”, comenta.

    Para comparação, em 2019 apenas 20% do consumo referia-se à produção local. Segundo a associação de criadores da raça, esse crescimento está embasado em pesquisas e na geração de dados de reprodutores brasileiros.

    De acordo com o gerente de Fomento da associação, Mateus Pivato, chamou atenção neste início de ano o interesse pela genômica. “A procura está surpreendente. Os criadores realmente aderiram à ideia”, disse.

    A comercialização de sêmen no Brasil, conforme o levantamento da Asbia, atingiu a marca de 19,89 milhões de doses. A raça angus esteve presente em 53,57% dos 5.570 municípios do país em 2021. Entre os estados brasileiros, Mato Grosso lidera como maior comprador de sêmen angus com 19,48%, seguido de Mato Grosso do Sul com 15,03%. Ainda se destacam Goiás (13,30%), Rio Grande do Sul (7,34%) e Pará (7,13%).

     

    Fonte: Canal Rural

    Curadoria: Boi a Pasto



  • MANEJO EFICIENTE DA PASTAGEM AJUDA NA PRODUÇÃO DE CARNE DE QUALIDADE

  • Para acessar mercado premium e que melhor remunera com a criação a pasto, é preciso planejamento, animais de boa genética e principalmente escolher cultivares com alto valor nutritivo para alimentação

    + leia mais
  • Pantanal tem 14 cidades em emergência, mais incêndios e mortes de animais no MS

  • Região vive período de forte estiagem, o que motivou o decreto de emergência por parte do governo local

    + leia mais
  • Pasto rotacionado: sobrou capim? Saiba por que isso é um ótimo sinal

  • Confira as novas dicas do doutor em zootecnia Gustavo Rezende Siqueira, pesquisador do Polo Regional de Alta Mogiana da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)

    + leia mais


  • Criação de sites