• Sustentabilidade
  • Boas Práticas Agropecuárias em versão web

    03/09/2014
    Em 2015, o Programa de Boas Práticas Agropecuárias (BPA) - Bovinos de Corte da Embrapa e parceiros completa dez anos e o exercício de desenvolver e promover a implantação das boas práticas nas propriedades rurais da cadeia produtiva da pecuária de corte inseriu novos conceitos à rotina do produtor.

    Tela do Manual Digital da Embrapa.

    O Programa de Boas Práticas Agropecuárias (BPA) - Bovinos de Corte buscou adequar o campo às tecnologias e à utilização de práticas de produção com foco na eficiência produtiva e na sustentabilidade, palavras de peso no setor agrícola.

    Para facilitar o processo de divulgação e capacitação de produtores e funcionários a Embrapa Gado de Corte disponibiliza a partir deste mês o Manual Digital de Boas Práticas Agropecuárias. O conteúdo foi adaptado para o cenário virtual, prevalecendo, entretanto, as temáticas trabalhadas pelo Programa - gestão da propriedade, função social do imóvel, gestão dos recursos humanos, gestão ambiental, instalações, manejo pré-abate, bem-estar animal, pastagens, suplementação alimentar, identificação animal, controle sanitário e manejo reprodutivo.

     “Em formato assincrônico, no qual o usuário não precisa estar conectado, simultaneamente, e sem a necessidade de um tutor, o Manual será em módulos para facilitar o entendimento. Os temas poderão ser acessados individualmente, facilitando a busca pelas informações. Haverá ainda um ‘avatar’ para estimular o contato com legendas e áudio”, conta Luiz Antonio Dias Leal, analista de comunicação da Embrapa, responsável pela atividade. Além disso, o grupo disponibilizará o material em CD-ROM para as fazendas cadastradas e com dificuldades em acesso à rede.

     O coordenador geral do BPA e pesquisador da Embrapa, Ezequiel Rodrigues do Valle acredita e confia na nova ferramenta e sua importância para a cadeia produtiva. Ela estará disponível na página eletrônica do Programa (http://cloud.cnpgc.embrapa.br/bpa/), gratuitamente, “aos interessados em conhecer os processos que devem ser priorizados para garantir ao mercado consumidor a oferta de alimentos seguros, provenientes de sistemas de produção sustentáveis”.

     Os conceitos BPA também deram suporte à elaboração da Série Qualidade e Segurança Alimentar/Carne Bovina do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Valle participou como consultor técnico na construção das cartilhas: Boas Práticas Agropecuárias para produtores de carne bovina, Boas Práticas Agropecuárias para a indústria de carne bovina, Guia do Consumidor PAS-Carne Bovina (campo), Guia do Consumidor PAS-Carne Bovina (indústria) e Manual de Segurança e Qualidade na Cadeia da Carne Bovina a serem adotadas nas capacitações oferecidas pelo Senai.

     O Programa Alimentos Seguros (PAS) é um acervo bibliográfico e metodológico para a implantação das Boas Práticas e do Sistema de Avaliação de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC).

     BPA

    O programa Boas Práticas Agropecuárias (BPA), é um conjunto de normas e procedimentos que devem ser observados pelos produtores com a finalidade de tornar as propriedades mais rentáveis e competitivas. Começou em 2005 com o treinamento de técnicos agropecuários do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso do Sul (Senar/MS) em multiplicadores do BPA no Estado.

     A partir de 2007, tornou-se nacional envolvendo as principais regiões de pecuária de corte do país e as Unidades da Embrapa transformaram-se em polos de difusão. Em 2011, recebeu o reconhecimento oficial do MAPA, Ministério do Meio Ambiente e Ministério do Trabalho e Emprego, por meio da Portaria Interministerial N. 36, que instituiu o Programa Nacional de Fomento às Boas Práticas Agropecuárias, estendendo a proposta às cadeias de frango, suíno e gado de leite.

     Hoje mais de 200 estabelecimentos rurais das regiões norte, centro-oeste, sul e diversas propriedades sul-mato-grossenses, ligadas à Associação Sul-mato-grossense de Produtores de Novilho Precoce, integram o projeto em diferentes estágios de evolução. Algumas fazendas estão em fase de negociação, outras implantação e 24 receberam o Atestado de Adequação nas categorias bronze, prata ou ouro.

     Adequar-se ao Programa requer investimento e os bovinocultores “podem contar com recursos para tal. O BNDES criou uma linha de crédito, denominada Inovagro, com financiamento a juros baixos e excelentes prazos de pagamento. Em Mato Grosso do Sul há agentes financeiros do BNDES com essa linha e que estão analisando as propostas”, revela Ezequiel do Valle.

     Mais informações: http://cloud.cnpgc.embrapa.br/bpa/

    Fonte: Embrapa Gado de Corte



  • Planejamento e semente de qualidade são critérios para pasto bem formado

  • O planejamento é um processo fundamental para quem pretende formar, reformar ou recuperar uma pastagem. Existem vários passos que são necessários para que o produtor tenha sucesso nesta empreitada.

    + leia mais
  • Estratégias de suplementação na entressafra

  • Qual melhor caminho a seguir em momentos de mudanças?

    + leia mais
  • Uma nova revolução

  • Eficiência alimentar passa a ser grande preocupação dos principais selecionadores de bovinos do País. A característica promete conferir maior competitividade à produção de carne vermelha.

    + leia mais
  • Genética no tempo, sem artificialismos

  • Respeitando a fixação de características no rebanho ao longo do tempo sem quaisquer maquiagens nas informações observadas e coletadas no campo.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites