• Genética
  • Alta promove curso de Inseminação Artificial em Bovinos

    01/07/2016
    Aulas serão realizadas em nove estados brasileiros no mês de julho

    A Alta promove no mês de julho o curso de Inseminação Artificial em Bovinos em sete estados brasileiros: Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Norte, São Paulo, Sergipe e Tocantins. O objetivo é treinar e capacitar técnicos, estudantes, criadores e pessoas interessadas para promover o melhoramento genético nos rebanhos bovinos através da técnica de inseminação artificial.

     “Nossa proposta é oferecer ao mercado qualificação e a melhor orientação técnica. A Alta conta com uma equipe técnica conceituada que entende a realidade do mercado e busca as melhores opções”, destaca Reginaldo Santos, Gerente Técnico de Leite da Alta.

     Os cursos seguem padrão ASBIA (Associação Brasileira de Inseminação Artificial) e acontecem durante todo o ano, por todo o Brasil, e variam de quatro a cinco dias, com o mínimo de 32 e o máximo de 36 horas, sendo 8h teóricas e 24h práticas (em média). Mais informações podem ser obtidas no websites: www.altagenetics.com.brou pelo telefone: (34) 3318-7777.

    Sobre a Alta Genetics

    A Alta Genetics é líder no mercado de melhoramento genético bovino do mundo. Com matriz localizada em Calgary, no Canadá, atua em mais de 90 países com nove centrais de coleta: Brasil, Estados Unidos, Canadá, Argentina, Holanda e China. Com 20 anos de história no Brasil, a empresa está sediada na cidade de Uberaba/MG, e tem como missão orientar pecuaristas sobre a melhor maneira de usar a genética aliada ao manejo, nutrição, ambiente, gestão e todos os processos para garantir um animal com todo o seu potencial genético. O compromisso da Alta é criar valor, entregar o melhor resultado e construir confiança com seus clientes e parceiros, em busca do desenvolvimento da pecuária. Mais informações no website: http://www.altagenetics.com.br

    Fone: Alta / Alfapress

  • Agropecuária brasileira ajuda a salvar o planeta, reconhece a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima

  • A ILPF(integração lavoura-pecuária-floresta), a agricultura de precisão e a tecnologia baseada em ciência já levaram o Brasil ao ser um dos maiores exportadores globais de commodities.

    + leia mais
  • "O Reino de Agrus" se prepara para o futuro e intensifica a adoção de práticas sustentáveis e de bem-estar animal

  • Que ninguém duvide: em breve, a agronomia se casará com a ecologia. Não haverá vencedores. Haverá união", comenta o engenheiro agrônomo e doutor em Administração, integrante do FGVAgro, Prof. Xico Gra

    + leia mais


  • Criação de sites