• Conjuntura
  • Abate de bovinos em Mato Grosso cai 7,74% em janeiro, informa Imea

    24/02/2021
    Segundo o Instituto, a baixa se deve à menor oferta de boi gordo. Entre os machos, recuo foi de 15,57%
    Foto: Divulgação.
     
    O Mato Grosso abateu 7,74% menos bovinos em janeiro deste ano em relação a dezembro do ano passado, informou em relatório semanal o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), com base em dados do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea-MT).
     
    O total de cabeças abatidas no mês passado alcançou 367,21 mil, das quais 225,05 mil foram machos e 142,15 mil, fêmeas. Em dezembro, o número total foi de 398,02 mil cabeças abatidas. Entre os machos, o recuo foi de expressivos 15,57% em relação a dezembro. Já a quantidade de fêmeas levadas ao gancho cresceu 8,12%.
     
    “Um dos principais motivos que influenciaram este cenário foi a oferta mais escassa de machos e, para atender à demanda interna e aproveitar a alta na arroba, alguns pecuaristas decidiram continuar descartando suas vacas”, cita o Imea, no relatório.
    Ainda conforme o instituto, todas as regiões do Estado tiveram queda no número de abates, sendo o sudeste, com perda de 20,66%; oeste (-12,40%) e centro-sul (-7,25%) as que tiveram maior decréscimo.
     
    Já a nordeste foi a única região mato-grossense que apresentou alta nos abates, embora leve, de 0,61%. “Diante disso, para o curto prazo é esperada uma maior contenção de fêmeas no Estado, o que pode restringir ainda mais a oferta de animais para abate”, finaliza o Ime.
     
    Fonte: Portal DBO com curadoria Boi a Pasto.


  • Rendimento do gado criado a pasto melhora com suplementação, mesmo no período das águas

  • Entramos no período das águas, estação em que os ‘olhos’ dos pecuaristas e produtores em geral se enchem de alegria diante da fartura dos pastos nas fazendas Brasil afora.

    + leia mais


  • Criação de sites